Um Desejo Para Nós Dois - Tillie Cole

by - quarta-feira, novembro 20, 2019


Eu nem sei porque dei uma chance para esse livro. O primeiro livro da autora que li, Mil Beijos de Garoto, foi uma decepção, mas eu achei que talvez seu próximo lançamento fosse melhorar um pouco... não foi o caso. Já vou deixar claro aqui, "Um Desejo Para Nós" é só uma coleção de clichés, com personagens pouco credíveis e um enredo que emociona porque sabe manipular.



Sobre o Livro: 


Autor(a): Tillie Cole
Editora: Planeta.
Lançamento: 2019
Número de Páginas: 416

É aquela velha história, um cara torturado por seu passado, mas extremamente talentoso, se afasta dos seus sonhos por causa da dor. Até que encontra a menina perfeita para si, que no começo o rejeita, mas depois cai nos braços dele completamente apaixonada. E aí, algo acontece que ameaça o futuro dos dois, apesar dela ter salvado ele da tristeza, ele talvez não possa salvá-la.

Ah, me poupe, outra protagonista virgem, que não quer se apaixonar, super focada nos estudos que se apaixona pelo cara mais festeiro e famoso da faculdade! Não me levem a mal, eu gosto de clichês. Eu to sempre disposta a me apaixonar pelo bad boy e acompanhar um amor conturbado nos corredores da universidade. Mas Um Desejo Para Nós foi me tirando do sério desde o primeiro capítulo, os clichês se amontoando e nos levando por um caminho tão batido que eu só queria que acabasse logo.

Bom, voltando a resenha, Cormwell é um DJ muito famoso na Europa e está tentando se distanciar o máximo da sua antiga paixão, a música clássica. E Bonnie é uma apaixonada por música, que só quer aproveitar seu tempo ao máximo. Eles são obrigados a fazer um trabalho juntos e aos poucos Bonnie vai quebrando as paredes de Cromwell e se aproximando de quem ele é de verdade. 

O romance é morno mas cheio de grandes momentos. Eu me senti manipulada o tempo todo, sabendo que a autora queria me emocionar e ela até conseguia. Eu derramei algumas lágrimas sob meu Kindle, mesmo sabendo que Tillie estava tentando me convencer de sua história. É aquela velha história de mostrar e não contar. Tillie Colie sabe contar muito bem, mas eu não conseguir mergulhar na história. 

Alerta de spoiler!

Como se o cliche do bad boy atormentado pelo passado não fosse suficiente. A autora nos presenteia com o 'plot twist' que quase me fez desistir da leitura. Bonnie tem um problema no coração e vai morrer. Te lembra alguma coisa? Personagens com doenças terminais? Mas sempre cheias de força, luz e mais preocupadas com os outros do que com si mesmas? Pois é, mais um caso de Manic Pixie Dream Girl pra vocês. Bonnie está lá para trazer de volta a musica para a vida do Cromwell. E mesmo quando pensamos que a história vai finalmente tirar um tempo para desenvolvê-la, não é o que acontece. 

Alerta de super spoiler do fim!

E aí, quando achamos que ela vai seguir o caminho normal de uma MPDG, que ela vai morrer em paz e não sei o que. Ela recebe um coração! Um transplante de coração no último minuto. E sabe de quem era o coração? Pois é, do seu irmão gêmeo bipolar que se matou. O que nos trás a essa discussão sobre seu irmão, Easton, que é um personagem secundário mais importante na história e que está sempre ao lado da irmã. E aí, mesmo depois de uma tentativa de suicídio dramática, ele volta a tomar seus remédios e acaba se  matando do mesmo jeito. Para ser justa, ele não pretendia doar o proprío coração para a irmã, mas pois é. 

Fim do spoiler!  

A música é um plano de fundo interessante no romance. Cromwell é sinestésico, e é legal saber mais um pouco sobre a condição, mesmo que não esteja nem perto de ser o foco da narrativa. Eu sei que eu comecei bem dura essa resenha, mas o problema é que eu estou cansada desses tipos de personagens. Dessas histórias que romantizam um sofrimento eterno e especialmente nesse livro, que tratam a bipolaridade e os transtornos psicológicos de maneira leviana e até um pouco perigosa. 

Se você quer ler um bom romance, um livro que vai te tirar lágrimas, eu posso te indicar outros. Como por exemplo Vermelho, Branco e Sangue Azul. O problema de Um Desejo Para Nós Dois não é o fato de ser um cliché, eu amo cliches bem escritos e bem desenvolvidos. O problema é que esse livro é como um romance adolescente da Netflix, sem originalidade, com um tema legal, mas que não convence e só me deixa irritada. 


LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários