Entrevista - Kate Willians

quarta-feira, maio 11, 2016 , , , 0 Comentários


Kate Willians é a escritora de “Distopia”, um livro incrível! Vim aqui com uma entrevista super legal para que vocês conheçam um pouco mais esse novo nome da literatura juvenil. A entrevista foi divida em duas partes, já já o resto estará aqui para vocês.

Vivi – Sei que é uma pergunta bem clichê, mas você teve alguma inspiração para a criação de seus personagens? Eles são inspirados em pessoas reais? Tem algum personagem que se assemelha muito a você?
Kate – Imagina, até o momento, não lembro de ter respondido essa pergunta para ninguém! Sim, alguns deles são inspirados em pessoas reais que eu conheço ou que vi apenas uma vez na vida. Muitos dos meus personagens nascem de diálogos que escuto, ou cenas que vejo no dia a dia, que na maioria das vezes são extremamente comuns. E eu diria que sim, três personagens de Distopia tem muito de mim mesma; os dois protagonistas Laura e Thiago e o Ângelo, melhor amigo do segundo. Laura tem a minha força de vontade e sede por poder ser mais do que é, Thiago tem minha serenidade, foco e maturidade e Ângelo tem a minha ‘obsessão por liderança e competitividade’ além do meu senso de humor. Eles três são facetas diferentes de mim mesma.
Vivi – Você consegue escolher sua personagem favorita no seu livro? Porque ela é a que mais gosta?
Kate – Eu amo todos os meus personagens, sem exceção e isso inclui até os vilões. Mas sim, sempre tem um favorito. Em Distopia, um personagem que cresceu aos meus olhos e se tornou extremamente importante e grandioso, foi o Ângelo. Ele foi criado para ser um coadjuvante e agora, já estou pensando em criar um spin off só dele, tamanha foi a paixão que senti por seu desenvolvimento dentro da história. É o que eu mais gosto porque apesar de ter um passado triste, ele nunca se deixou abalar, é um personagem cheio de defeitos que comete muitos erros e é até arrogante em alguns casos, mas tem um coração enorme. Foi o personagem que mais me fez rir.
Vivi – Sei que é uma pergunta muito difícil, mas preciso fazê-la, qual seu livro, ou livros, favoritos? Tem uma personagem favorita também?
Kate – Minha trilogia favorita de ficção ever, sempre será A maldição do tigre. Pois na minha opinião, é uma ficção completa. Amo os personagens, desprezo os vilões, amo as cenas de ação… É incrível em todos os sentidos. E minha personagem favorita é a Suzannah Simon, de A mediadora.
Vivi – Enquanto você escrevia, você mostrou seus progressos para alguém? Pediu opinião e conselhos? Ou só mostrou aos olhos do público depois que considerou pronto?
Kate – Na verdade, meu namorado Ranan me apoiou durante todo o processo, então sempre que eu terminava de escrever um capítulo eu mandava para que ele lesse e analisasse o que estava bom e o que eu podia melhorar. Ele foi o único que leu o livro durante o processo e depois que terminei, tiveram minhas duas leitoras betas Ana Cristina e Simonir.
Vivi- -Em relação a escrita do livro, você é perfeccionista? Como soube que estava pronto, que não tinha mais nenhum detalhe a ajeitar?
Kate – Na verdade não sou perfeccionista. Acho que se fosse, ficaria surtada. Porque quando começo a ler o que eu escrevi, começo a achar tudo muito ruim e aí paro e penso, não, preciso que outra pessoa veja. Sou muito crítica e por isso evito ficar analisando demais meus originais, sempre peço auxilio a outra pessoa, de preferência um desconhecido, para ler e me apontar os erros e as discordâncias. Este é meu segredo para conseguir fechar projetos.
Vivi – Escrever sempre foi algo importante para você? Ou só surgiu depois que estava com a ideia do livro na cabeça?
Kate – Não, sempre foi algo muito importante e essencial na minha vida. A escrita nasceu em mim, como forma de colocar no papel todos os meus sonhos e medos e sua importância só cresceu com o passar dos anos. Comecei a escrever fanfics, poemas e músicas e só depois comecei a escrever histórias mais longas que mais tarde vieram a se tornar livros.
E ai? Gostaram de conhecer essa autora incrível?

0 comentários: