Nuvens de Ketchup - Annabel Pitcher

by - terça-feira, julho 12, 2016


Olá, corujinhas!
Tudo certo por aí?
A resenha do dia é sobre um Young Adult que li recentemente, ele é um drama com um humor meio negro, misturado a uma história diferente do que estamos acostumados a ler e é totalmente escrito por cartas, isso mesmo, toda a história é contada para nós através de cartas que a personagem escreve para um presidiário sentenciado a pena de morte por ter assassinado sua esposa, em um caso claro de crime passional.

NUVENS DE KETCHUP_EDITORA ROCCO_ANNABEL PITCHER
“- Não, quer dizer… Olha, não é que eu não goste do Max, pois eu gosto. Gosto dele, de verdade, mas… – Com um resmungar de raiva, Aaron ergueu o capuz e saiu com tudo pela porta. Corri atrás dele, agarrando-o pelo braço e girando-o antes que ele tivesse a chance de desaparecer na rua. – Você não vai embora desse jeito – gritei enquanto a chuva escorria pela minha pele.” (Página 211)
Mas o que uma jovem de 15 anos tem a ver com um presidiário? Essa é a parte doida, ela se sente culpada por um crime que cometeu, mas que saiu impune. E a maneira de aliviar esse peso que sente no peito é dividindo o fardo que carrega com uma pessoa que também cometeu um crime.
A questão é a seguinte, Zoe se apaixona por um rapaz chamado Aaron, os dois tem uma conexão entre olhares imediata, mas ela inicialmente não sabe quem é esse jovem misterioso. Só que entre idas e vindas ela desconfia que ele tem uma namorada e decidi deletá-lo de sua vida e começa a sair com um outro rapaz famosinho da escola chamado Max. A verdade é que esse Max é só um quebra galho pra ela, alguém para matar o tempo, porque quem ela gosta de verdade é o Aaron. Até que um belo dia ela descobre que esses dois rapazes se conhecem e tem um vínculo muito forte entre eles, vínculo esse que não vou revelar e que torna a história bem peculiar.
Só que então é formado um triângulo amoroso e um dos integrantes desse trio nem ao menos imagina que está sendo enganado.  É bem nesse ponto que a confusão está feita e que Zoe pode de fato ter cometido um crime.
O que de fato aconteceu? Zoe – a personagem principal – realmente cometeu um crime? Caso sim, que crime foi esse?
Ela conta tudo em cartas para o presidiário desde o começo de tudo, bem antes de a morte de fato acontecer. Somos levados pelo acaso e pelo caso que existe na história.
É um história de amadurecimento, de aprendizado em saber a hora de dizer adeus e é também um lição para praticar a famosa política do desapego, porque nem sempre o que nós queremos é o que nós podemos ter. E que com certeza em algumas situações não devemos ser movidos pelo coração, mas sim pela razão.
O mais interessante dessa obra não é o contexto geral, mas sim os detalhes que dão o tom divertido e sério ao mesmo tempo ao enredo, como questões familiares, problemas auditivos e a dor do luto sobre diferentes aspectos.
Classificação: 3,5 estrelas
Editora: Rocco
Páginas: 270
Categoria: Young Adult, Drama
Tem mais um pouquinho sobre Nuvens de Ketchup lá no meu Canal Borogodó Literário:
E você aí, já leu? Ou ficou afim de ler? Me conte nos comentários! =D
Beijinhos.
Att,
BlogCorujaPaty

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários