Ser Feliz É Assim - Jennifer E. Smith

by - domingo, julho 03, 2016


Ficha do Livro:
Escritora: Jennifer E. Smith
Páginas: 400
Editora: Galera Record
Lançamento: 2014
Como vocês viram nesse post aqui, esse é um dos meus livros novos que comprei na minha viagem e devo dizer que não me arrependo dos dólares que gastei nesse aqui.

Ellie mora em uma pequena cidade no estado de Maine. Graham mora no centro de tudo, L.A na Califórnia. Como esses dois poderiam entrar em contado? Simples, um e-mail. A partir de um erro de digitação em u endereço de e-mail esses dois entram em contato e passam a conversar todos os dias, só que um não faz ideia de quem o outro é. Até as férias de verão e uma equipe de filmagem chegar Henley.
É então que Ellie descobre que o amigo com quem se corresponde a meses é na verdade uma estrela do cinema, só que ela não pode arriscar que a popularidade dele faça com que seu segredo volte a público. Mas ao mesmo tempo parece inevitável não se apaixonar por esse garoto que ela conhece tão bem mesmo sem nunca ter conversado ao vivo.
Eu gostei muito de “A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista” e quando percebi que eram livros da mesma autora agarrei ele pra comprar sem nem ler direito sobre, bom, não consigo me arrepender desse meu pequeno ato de compra ás cegas. Acho que se tem uma forma de sempre encontrar novos livros ótimos é conhecendo os autores e dando a eles a chance de nos surpreender a cada livro novo, pois bem, Jennifer fez isso por mim.
“Seus olhos verdes estavam bem abertos e seu cabelo ruivo estava bagunçado por causa do vento, mas ela estava linda, do tipo que faz seu coração parecer um balão, tão leve que talvez pudesse te tirar do chão.” – pág 346 na edição em inglês
A história de Ellie e Graham é muito simples e delicada, uma jornada que se passa em três semanas e que passam voando, assim como as personagens não queria que essas semanas tivessem acabado. Ellie é muito doce e suas relações com a mãe, a melhor amiga e até mesmo Graham são muito verdadeiras e fáceis dos leitores se identificarem.
Graham é de um universo menos familiar para nós, afinal ser uma estrela de cinema com seus dezesseis anos não é algo pelo qual o publico em geral passe, mas sua relação com os pais me tocou bastante, a forma que eles se relacionam e suas memórias me fizeram simpatizar facilmente com esse ator. Gostei bastante do livro, é uma leitura leve e rápida com um romance docinho e perfeito para curar aquela ressaca literária com facilidade.

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários