Todos Iguais, Poucos Diferentes - Morais de Carvalho

Bom dia Corujas!

Todos Iguais, Poucos Diferentes é um livro incomum, bem diferente de tudo que eu já li, a autora nos apresenta um personagem anormal que nos conquista e intriga a cada página. Vem conhecer essa história diferente e encantadora!

Sobre o Livro:


Autor: Morais de Carvalho

  • Editora: Chiado
  • Numero de Páginas: 146
  • Lançamento: 2016
  • Onde Comprar: No site da Editora.


O personagem principal não tem nome, o leitor só sabe que se trata de um homem adulto que vive sozinho em um apartamento. Sua família o abandonou ainda quando criança e ele encontrou companhia em sua vizinha, Dona Maria, e fez dela sua família e melhor amiga.
"Num mundo onde as nossas preocupações não passam de meras inutilidades, coisas sem qualquer importância para quem nos conseguir ver lá de cima, seja ele um ser superior, um amigo de outro planeta ou um humano diferente, ver alguém como tu é sem dúvida m balão de oxigênio para o meu coração." - pág. 17
 As coisas mudam de rumo na vida dele quando ele presencia um assalto, e vê nos olhos de uma mulher o desprezo que ela tem pela própria vida. Por algum motivo que nem ele entende, ele passa a seguir essa moça, está apaixonado ou obcecado, é tudo meio confuso na cabeça dele, mas ele sabe com certeza que quer ficar próximo dela.
Não devemos criticar quando alguém já não quer ver para além da sua janela, em vez disso, devemos entrar em sua casa e juntarmo-nos a ela, do lado de dentro da janela, com uma mão por cima do seu ombro. - pág 25
 A autora trás muitas reflexões com a história, o protagonista se sente diferente de todos e tenta a todo custo se adaptar a vida que lhe foi imposta, sem chamar muita atenção e também sem compreender as outras pessoas. Todo o tempo ele se ressente por ser da forma que é, queria ser normal e conseguir conviver normalmente com todos, mas não consegue e busca nas pessoas algum entendimento sobre como se sente.

Ele encontra isso nos olhos daquela mulher que viu ser assaltada, e percebe uma conexão entre eles, entre suas vidas. A moça tem esposo e família, mas mesmo assim cultiva um olhar triste e desinteressado, o que muito instiga o protagonista.

Eu gostei muito do rumo que o livro tomou, não se trata de um romance, mas sim do processo de auto conhecimento que esse homem se coloca dia após dia, e que uma hora o surpreende de forma a mudar sua vida. O livro está em Português de Portugal, mas não encontrei nenhuma dificuldade na leitura, a linguagem é simples mas os pensamentos dos personagens são bem densos. Apesar de se tratar de um livro curtinho, a leitura é demorada por causa das diversas reflexões que fazemos junto ao personagem.

0 comentários: