Maureen Johnson

by - quarta-feira, agosto 14, 2019



Bom dia gente!

O post de hoje é sobre uma das minhas novas autoras favoritas! Maureen Johnson é autora da série Sombras de Londres e mais recentemente da série de mistério Cordialmente Cruel. Você sabia que seu segundo livro entrou numa polêmica de censura em 2007? Vem conferir comigo!

Maureen Johnson nasceu em 16 de fevereiro na Filadélfia, filha única ela decidiu aos oito anos que seria escritora. Maureen se formou na Universidade de Delaware, depois trabalhou como gerente de uma companhia de teatro na Filadélfia, foi garçonete em um restaurante temático, secretária e bartender. Estudou dramaturgia e escrita criativa na universidade de Columbia.

Toda a polêmica com seu segundo livro, The Bermudez Triangle aconteceu quando os pais de um aluno em Oklahoma. Segundo os pais, o livro apresentava "temas homossexuais" e por isso teria que ser retirado da biblioteca da escola. Isso aconteceu em 2007 e na época a autora publicou uma nota em seu site questionando o processo que foi aberto para averiguar. No fim, o livro não foi retirado da biblioteca, mas colocado em uma área restrita da biblioteca.

Quando perguntada sobre o ocorrido, a autora relaciona à reação dos pais ao romance homossexual que o livro possui e por ter sido tratado como algo normal e positivo. Em entrevista sobre o assunto Maureen comentou sua opinião sobre a tentativa de censura que o livro sofreu.

"Essa história de "nós não queremos banir o livro, só achamos que esses são temas adultos e por isso os livros que os contém precisam de uma autorização para serem emprestados..." não faz nenhum sentido. Por que exatamente? O que é tão adulto em ser gay? Existem crianças gays, adolescentes gays.", a autora também destaca nessa entrevista que todos os acontecimentos clichês presentes em um YA acontecem com as crianças e adolescentes gays, então, porque seria errado retratar um casal homossexual? "

"Crianças gays precisam ver suas vidas refletidas nas histórias. E crianças hetero querem ler essas histórias também! Personagens gays não podem ser excluídos para um canto escuro na estante, que você precisa de um mapa e uma identidade para pegar. Fazer isso é dizer as crianças gays que há algo sujo sobre elas."

Um de seus primeiros sucessos foi "13 pequenos envelopes azuis" que foi lançado pela editora HarperCollins aqui no Brasil. Em seguida ela participou da coletânea "Deixe a Neve Cair" com John Green e também foi co-autora da série "As Crônicas de Bane" com Cassandra Clare. A autora também escreve para o The Guardian, BuzzFeed e em outros sites sobre literatura YA.

Seu livro mais recente é "The Vanishing Star", algo como a Estrela que Desaparece, o segundo volume da série "Cordialmente Cruel", que vai ter seu desfecho publicado no começo de 2020. Encontrei algumas entrevistas legais com a autora e trouxe para vocês a tradução de algumas perguntas para conhecermos melhor Maureen Johnson.





Porque você acha que YA são tão populares e têm tanto destaque ultimamente?

Jovens adultos fazem parte dos leitores mais apaixonados e ferozes que você vai conhecer. Muitos leitores adultos estão travados - eu conheço muitos adultos que só leem um tipo de livro, o que é triste. Leitores de YA normalmente são mais abertos para coisas diferentes. Eles leem profundamente, se envolvem. É só um ótimo momento para estar escrevendo. 

Porque você decidiu incorporar exemplos de negativas e positivas respostas à saude mental nos personagens do seu livro "Cordialmente Cruel"? Como você vê as representações de saúde mental na mídia sendo úteis para os adolescentes? 

Eu acho que ajuda absolutamente. Saúde mental é saúde, e saúde é sempre uma situação em discussão. Muitas, muitas pessoas têm ansiedade e depressão e outros problemas. É uma parte da vida para eles; Para mim, ansiedade tem sido um problema, e a forma que eu tenho trabalhado com ela é de aceitar que faz parte de mim. Eu faço as coisas com ela.

Esse foi o Sobre Autores de hoje! Confiram as resenhas dos livros da autora aqui. E também conheçam seus outros livros! 

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários