Claros Sinais de Loucura - Karen Harrington

by - segunda-feira, abril 18, 2016


Sinopse:
Você nunca conheceu ninguém como Sarah Nelson. Enquanto a maioria dos amigos adora Harry Potter, ela passa o tempo escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. Coleciona palavras-problema em um diário, tem uma planta como melhor amiga e vive tentando achar em si mesma sinais de que está ficando louca.
Não é à toa: a mãe tentou afogá-la e ao irmão quando eles tinham apenas dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai, professor, tornou-se alcoólatra. Fugindo da notoriedade do crime, ele e Sarah já se mudaram de diversas cidades, e a menina jamais se sentiu em casa em nenhuma delas. Com a chegada do verão em que completa doze anos, ela está cada vez mais apreensiva. Sente falta de um pai mais presente e das experiências que não viveu com a mãe, já se acha grande demais para passar as férias na casa dos avós, está preocupada com a árvore genealógica que fará na escola e ansiosa pelo primeiro beijo de língua que ainda não aconteceu. Mas a vida não pode ser só de preocupações, e, entre uma descoberta e outra, Sarah vai perceber que seu verão tem tudo para ser muito mais. Bem como seu futuro.
Ficha do Livro

Escritor: Karen Harrington
Páginas: 252
Editora: Intrínseca
Lançamento: 2014
                             Minha Opinião
Não sei como explicar mas esse livro caiu na minha mão na hora certa. Eu tava precisando de um livro leve e sem nenhum romance enfeitado, foi exatamente isso que encontrei com Sarah. Eu senti em cada página a inocência e verdade em tudo que Sarah pensa e faz. Esse livro é sobre uma garota que acaba de fazer 12 anos e quer descobrir quem é seu “novo eu”, não pense que isso faz de “Claros Sinais de Loucura” um livro para crianças. Acompanhar com Sarah Nelson sua relação não existente com a mãe, suas divergências com o pai e sua linda paixonite fazem com que ele livro seja perfeito para te curar daquela ressaca literária tão difícil de superar. Durante as 252 páginas da história de Sarah eu me senti novamente uma criança de 12 anos, a idade perfeita para se acreditar que é invencível, eu me senti inspirada pelo professor de inglês dela! Fazia muito tempo que eu não lia uma história tão puramente cotidiana e encantadora. Recomendo muito a leitura.

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários