A Melhor Coisa Que Nunca Aconteceu Na Minha Vida - Laura Tait e Jimmy Rice


Ficha do Livro:
Escritores: Laura Tait e Jimmy Rice
Páginas: 356
Editora: LeYa
Lançamento: 2015
Eu cheguei a esse livro de uma forma bem superficial, achei a capa maravilhosa! E bom, fui atrás de alguém que tivesse pra me emprestar até que consegui comprar o e-book e bom, depois da primeira página eu só parei quando li os agradecimentos.


“A Melhor Coisa Que Nunca Aconteceu Na Minha Vida” é um romance de enredo bem simples, não tem muito segredo, é a receita de sucesso, melhores amigos que guardavam uma paixonite secreta e que nunca conseguiram dizer o que sentiam em voz alta. Mas eu senti algo diferente nele.
Holly e Allex são de uma cidade pequena, Mothston no interior da Inglaterra, logo que Holly chegou na cidade, eles começaram uma amizade e desde então faziam quase tudo juntos. No começo estava tudo bem para os dois que o que eles tinham fosse restrito apenas a amizade, até que não era mais. Os dois sabiam o que sentiam, fácil né? Eles só precisam interpretar corretamente os sinais e então se declarar, depois disso partir para o felizes para sempre que todos esperam.
Bom, não é assim que acontece com eles, desencontros, mal intendidos, falta de comunicação e má interpretação fazem com que Holly siga para a faculdade em Londres deixando pra trás não apenas a cidade e seu melhor amigo, mas também a garota que ela era. Allex fica em sua cidade natal e observa enquanto sua melhor amiga e grande paixão vão embora e nunca mais dão notícias.
Até que um dia, Allex decide se mudar e continuar seguindo seu sonho e Londres é o lugar em que ele precisa se instalar pra isso. E aí está, os onze anos de distancia somem e os dois voltam a ter contato.
O livro é narrado de forma alternada, um capítulo da perspectiva de Holly e um de Allex, que também se alternam em relação ao tempo, alguns capítulos retratam 2010, quando eles se reencontram em Londres, e alguns nos explicam o que aconteceu em 1999 antes da partida de Holly.
Durante a leitura eu pude sentir um pouca da atmosfera de “Um Dia”, já que além de acompanhar os sentimentos das personagens, fica bem claro como as vezes a vida não dá a minima pros planos que você fez e segue da forma que quer. A linguagem é simples e flui muito facilmente. Enquanto lia, tive que em alguns momentos parar a leitura para resolver algumas coisas e eu senti algo que achei incrível, Laura e Jimmy escrevem de uma forma tão sensacional que quando eu parava a leitura me sentia como se tivesse vendo um filme que estava pausado e por isso não conseguia me desvincilhar da imagem e da presença das personagens.
20140410-030906-PM.jpg
Ps:. Decidi mudar um pouco a formatação das minhas postagens sobre o livro para que minha opinião seja mais presente, gostaram?

0 comentários: