A Cura Mortal - James Dashner

domingo, julho 03, 2016 , , , 0 Comentários


Ficha do Livro
Escritor: James Dasnher
Editora: Vergara & Riba
Páginas: 368
Lançamento: 2012
Ok, o que dizer sobre esse livro? Quando eu comprei achava que era apenas o terceiro livro, e que a série terminava no próximo livro que seria “A Ordem de Extermínio”, PORÉM, eu estava completamente errada, A Cura Mortal é o último livro da trilogia e o último que trata da história do Thomas depois do labirinto, mas porque esse meu erro é importante? Simples, porque eu li tranquila achando que o fim estava longe e quando cheguei ao fim mal conseguia respirar.

Pensar no fim da série é uma coisa difícil desde o início, porque sempre achei longínqua a ideia da Cura que CRUEL estava procurando e também ansiava pelo momento em que Thomas ia sair da garras dessa organização louca e supostamente boa.
Uma coisa que me fez refletir bastante nesse livro foi o dilema moral que Thomas acaba enfrentando, em certo ponto do livro Jason, o cara de terno branco que trabalha na CRUEL, pergunta ao Tom se ele não acha que vale a pena sacrificar a vida de alguns para salvar a raça humana. Pesado né? Confesso que fiquei bem preocupada com a direção que Thomas ia tomar a partir desse momento e levando em conta esse dilema, não acho que concordo com o fim que a saga tomou, mesmo sem enxergar nenhum outro.
Não vou falar muito do enredo por que não quero soltar nenhum spoiler, mas posso dizer que esse livro foi, assim como os anteriores, muito bem escrito e durante esse livro finalmente muitas das nossas respostas são satisfatoriamente respondidas e o autor deixa a critério do leitor se CRUEL é bom, ou não.
Não posso dizer que achei esse desfecho o melhor de todos, fiquei um pouco decepcionada com o fim tomado e com todas as mortes que acontecem, mas mesmo que eu passe horas pensando em um fim que fosse gostar mais não acho nenhum. É uma trilogia incrível, um livro melhor que o outro e os personagens evoluem de forma cativante. O que acho importante destacar nessa trilogia é a falta do romance, não como um ponto negativo, mas sim extremamente positivo, durante o livro a amizade em si é muito bem explorada em várias situações.

0 comentários: