Entrevista - Dáfne Freitas

domingo, julho 03, 2016 , , 0 Comentários


Vocês já conferiram todo o meu entusiasmo com O Despertar do Guardião na resenha, mas é claro que por de trás de um livro daqueles existe uma autora divertidíssima e incrível!! Pois aqui está, nessa entrevista vocês podem conhecer um pouco mais sobre a Dáfne.

Primeiro, nos fale um pouco de você.
Essa é uma pergunta tão difícil! Rs Eu sou uma pessoa normal, acho. Eu gosto de livros, música, cinema, teatro, animais… Procuro ser simpática com todos, e prestativa, mas nem sempre é possível. =/ Sou teimosa e birrenta quando quero, e também sou muito compreensiva. Sempre tento me colocar no lugar dos outros antes de julgar. Sou otimista por natureza e detesto acordar cedo! =)
Quance1f72_c5609d9a16b44b7a881a1bf7d93aca2edo que seu interesse pela literatura surgiu? Teve algum livro que foi como um
gatilho?
Sempre gostei de livros, mas acho que o livro que me despertou pra esse mundo foi o Harry Potter. Eu ganhei de aniversário, acho, do meu padrinho, e a partir dele eu não larguei mais os livros.
Consegue escolher um gênero literário favorito?
Fantasia. Sempre! Hahaha Acho que quanto menos realidade, melhor pra mim.
Sei que é uma pergunta bem clichê, mas você teve alguma inspiração para a criação de seus personagens? Eles são inspirados em pessoas reais? Tem algum personagem que se assemelha muito a você?
Alguns deles são inspirados em pessoas que eu conheço, sim. A Si, a Carol e a Bruna eram as minhas amigas que jogavam RPG comigo quando eu era mais nova. Procurei manter algumas das qualidades e defeitos delas e, também, um pouco da aparência física. Mas tive que fazer algumas adaptações pra poder seguir com a trama como imaginei. Os outros, eu inventei de acordo com a necessidade. Os principais (Héricles, Nova, Zira, Ambaris e Beto) foram criados na época que eu jogava RPG, e posteriormente foram aperfeiçoados para entrarem para o livro. Acho que todos eles se parecem um pouco comigo. Eu acho a Zira a mais parecida, talvez, mas cada um deles tem um pouquinho de mim.
Você consegue escolher sua personagem favorita no seu livro? Porque ela é a que mais gosta?
daafneAcho que um só não! Hahaha Mas os meus favoritos sem dúvida são o Héricles e a Zira. O Héricles por ser um personagem complexo, profundo, com uma personalidade mais reservada e muito honrada. Gosto muito do senso de justiça dele e da consciência que ele tem sobre os seus atos. A Zira é o oposto, ela é divertida, leve e irônica. Mas não deixa de cumprir com seus deveres e proteger aqueles de quem gosta.
Tem algum personagem, de qualquer livro, com quem você se identifica muito?
Acho que a Zira. Me identifico com o jeito irônico dela, que parece não se importar com nada, mas no fundo faria de tudo pra proteger aqueles que ama.
Sei que é uma pergunta muito difícil, mas preciso faze-la, qual seu livro, ou livros, favoritos?
Vale o meu? Hahaha Se eu tivesse que escolhe um só, seria ele. Brincadeiras à parte, eu escolheria o Harry Potter e a Ordem da Fênix (hoje, amanhã posso mudar de ideia… hahaha).
Enquanto você escrevia, você mostrou seus progressos para alguém? Pediu opinião e concelhos? Ou só mostrou aos olhos do público depois que considerou pronto?
Não me aguento, sempre quero compartilhar a história com alguém! Rs Tive pelo menos dois amigos que me ajudaram a corrigir e dar opinião sobre a história, e também a minha mãe e meu irmão, que me ajudavam dizendo se uma cena estava boa ou não, se eu podia melhorar ou não. De qualquer forma eu também sou bem crítica, e tentava sempre deixar a história o mais bacana possível, evitando falhas e procurando os melhores desfechos para as cenas.
Em relação a escrita do livro, você é perfeccionista? Como soube que estava pronto, que não tinha mais nenhum detalhe a ajeitar?
Sou perfeccionista, mas nem tanto eu acho. Eu reescrevi alguns capítulos mais de uma vez. Alguns, como o capítulo 15, eu reescrevi  pelo menos quatro vezes. Reli o livro mais de dez vezes, e num deter minado momento a história me convenceu e eu achei que estava pronta. A história tinha um começo, meio e fim (e o fim fazia o link com o próximo livro como eu queria), a trama estava bem elaborada, os diálogos estavam bem construído, já estava dando as pistas que eu queria para o segundo livro. Mas como a gente vai evoluindo com o tempo, e tendo novas referências, hoje eu já mudaria algumas coisas no primeiro livro. Deixaria ele um pouco mais denso, talvez.
Escrever sempre foi algo importante para você? Ou só surgiu depois que estava com a ideia do livro na cabeça?
Só surgiu a ideia de escrever depois que eu estava com o livro na cabeça. Acho que nunca tinha pensado nisso antes.
Na escrita do livro a ideia surgiu pronta e você logo a escreveu ou foi um processo de criação longo onde com o tempo a história foi tomando forma?
O esqueleto da história já vinha da época em que eu jogava RPG e não tive muito tempo para elaborar as tramas naquela época, era algo mais objetivo. Com essa base eu dei forma ao livro, e o processo de criação não foi longo não. Eu levei em torno de dois meses a dois meses e meio de trabalho nesse livro (sem contar os outros dois), escrevia pelo menos um capítulo por dia, às vezes dois. Como eu queria que os três livros tivessem a mesma linguagem, eu já escrevi a base dos outros dois, e em seguida fui alinhando as histórias para que elas tivessem os links que eu precisava.
Tem algum livro que você leu e pensou “Nossa gostaria de ter escrito isso”?
Tem! O Nome do Vento, do Patrick Rothfuss… Ele é muito bom!
Bate e volta, essas são perguntinhas só de curiosidades, para conhecermos um pouquinho mais de você. Qual o livro que você leu que todo mundo gosta, mas você não suporta?
ce1f72_96030266e6c741b7bb5c79b939158963Acho que não tem nenhum que eu me lembre.
Qual escritor que você nunca leria?
John Green, não por ele não ser bom, mas porque eu não gosto do tipo de livro que ele costuma escrever.
Tem alguma personagem que você gostaria de não ter conhecido?
Quentin Coldwater, de Os Magos. Achei ele bem sem graça como protagonista.
Qual a personagem que você ama de paixão?
O Gato de Cheshire, da Alice!
Que livro que te fez chorar muito?
Nenhum, por enquanto. Sou meio coração de pedra =/
Qual o melhor cenário para ler?
Sofá da minha casa!
Lugar favorito?
São dois, vale? O sítio do meu avô em Atibaia, e a cidade de Brotas!❤
Viagem dos sonhos?
São muitas! Acho que hoje seria um mochilão pela Europa.
Pra quem gostou da autora e quer acompanhar melhor o trabalho dela pode achá-la na página do Facebook do livro e também no canal que ela tem em parceria com o Nicolas Catalano, o Café de Autores!
Espero que tenham gostado!

0 comentários: