O Duque e Eu - Julia Quinn

by - terça-feira, julho 12, 2016


Eu finalmente me rendi aos livros de romance de época! Eu evitei eles por um bom tempo, não sei bem o porquê, mas quando um gênero faz muito sucesso eu acabo ficando afastada dele um tempo até as coisas “se acalmarem”. Mas com os Romances de Época eu não consegui resistir muito tempo, foram muitas resenhas positivas, comentários, e é claro livros e mais livros surgindo o tempo todo. Pois bem, decidi que ia ler começando por uma das séries mais famosas do gênero: Os Bridgertons.

O Duque e Eu já começa a conquistar pela capa, simples mas bonita a Arqueiro fez um trabalho incrível, já que quando fui procurar as capas originais percebi que elas não são de longe tão convidativas. duke_450Confesso que peguei o livro e comprei sem ao menos reler a sinopse, então meio que li no escuro e bom… em cinco horas o livro tinha acabado e eu estava desesperada pelo próximo.
Sim, em cinco horas! Nem preciso dizer que sou do tipo de leitora que se derrete por um romance bem escrito e desenvolvido, então a leitura de O Duque e Eu foi extremamente agradável e divertida.
Daphne Bridgerton está na idade de casar, sua mãe Violet está muito engajada nessa tarefa e por isso desfila com Daphne em todas as festas e a apresenta a todos os homens respeitáveis e solteiros presentes. Ela não sabe bem o porquê de ser tão difícil para os homens a verem como mulher, todos eles a tratam apenas como amiga e isso faz a tarefa de achar um noivo extremamente mais complicada. Mas ela sabe o que quer, quer casar e formar uma família e não vai desistir de tentar.
Simon conseguiu sorrir, embora não soubesse como. Nunca imaginara ser possível abrir um sorriso quando se estava prestes a ficar sem oxigênio. As vezes a necessidade de tocá-la era tão grande que olhar para ela doía. – pág. 2013
juliaquinnSimon Basset é um conde, acaba de voltar de sua viagem pelo mundo que durou seis anos. Solteiro, bonito, rico e é claro um libertino. Mas isso não afasta as mães de jovens solteiras, ele se vê então sempre rodeado de moças e suas mães que tentam o convencer de se casar. Porém, casar é a ultima coisa que ele quer fazer na vida.
Simon acaba conhecendo Daphne em um desses bailes, ela é irmã mais nova do melhor amigo de Simon e ele vê nela a chance de se livrar das mães e ainda ajudar Daphne a se casar. Ele vai fingir cortejá-la. Assim, todos o deixarão em paz e ao mesmo tempo os outros homens abrirão os olhos para Daphne. Parece realmente um plano perfeito, porém desde o primeiro encontro dos dois ele se sente incrivelmente atraído por ela. E a cada baile, festa, jantar, fica mais difícil controlar os sentimentos entre eles.
Então se alívio se transformou em algo ainda melhor: alegria. Porque havia sido ela quem expulsara as sombras dos olhos dele. Percebeu que queria fazer isso para sempre. – pág. 138
O romance dos dois fez essa leitora aqui suspirar e sorrir descontroladamente muitas vezes. Quinn escreve tudo com uma delicadeza e as cenas mais românticas não são clichês nem forçadas. A trajetória dos dois encanta e apaixona. São personagens fortes e nada superficiais. Daphne não é uma mocinha indefesa, mas sim uma mulher forte que sabe muito bem o que quer.
Está óbvio que eu gostei muito da leitura e recomendo para todas as fãs de romance!

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários