Redoma - Meg Wolitzer

by - domingo, julho 03, 2016


Olá, Corujinhas.
Tudo certo?
Hoje trago pra vocês a resenha de um livro mega criativo e que com certeza merece estar aí na sua estante, no seu criado mudo, na sua área de leitura, enfim, na sua vida.😉

O livro Redoma da autora Meg Wolitzer é um young adult com aquele efeito dramático que vai mexer com a sua cabeça e grudar como chiclete na sua pele. A prerrogativa da história é atrativa, peca em alguns poucos aspectos, mas no contexto geral se torna fascinante a cada página, o efeito surpresa é definitivamente uma surpresa. rsrs
“A maneira como os alunos se dão entre si… a maneira como falam sobre livros, autores, sobre si mesmos. Não apenas sobre seus problemas, mas também sobre suas paixões. A maneira como formam uma pequena sociedade e discutem aquilo é importante para eles. Os livros acendem o fogo. Seja um livro já escrito ou um diário em branco que precise ser preenchido. Acho que todos vocês sabem do que estou falando.” – página 271

redoma-Meg-Wolitzer-1024x1537
Após a morte de seu namorado Jam se fecha dentro de uma concha, se isola da realidade e vive trancafiada em seu quarto, seu rendimento cai muito e segue a vida no modo automático. Seus pais cansados de vê-la nesse estado a enviam para estudar no Celeiro, uma escola para pessoas emocionalmente frágeis e altamente inteligentes.
Sem opção de escolha, Jam vai para esse novo lugar com as expectativas baixas, praticamente nulas, porque pra ela viver não tem mais graça, sem Reeve não há motivos para sair da cama e seguir a vida. No entanto, a grade curricular do semestre dela inclui Tópicos Especiais em Inglês disciplina essa muito comentada e geradora de polêmica pelos alunos, pois segundo relatos passados todos que cursaram essa matéria tiveram uma experiência que mudou a vida deles totalmente, mas é sempre segredo, eles nunca assumem o que de fato aconteceu.
Nessa aula ela terá pouquíssimos colegas de sala: Sierra, Marc, Casey e Griffin. Cada um deles vivenciou um trauma ou um acontecimento extremamente doloroso que acabou os levando onde estão hoje. São pessoas de realidades completamente diferentes com um fator em comum: a dor.
A professora Sra. Quinell os obriga a ler somente “A Redoma de Vidro” de Sylvia Plath durante todo o semestre, esta obra tem um tema impactante que inicialmente passa a impressão de ser um tiro no pé, arriscado demais, sensível e resoluto. Os alunos devem fazer uma leitura crítica capítulo a capítulo e junto com isso escreverão em um diário que a própria professora entregará a eles e que deverão sem devolvidos completos até o final do semestre.
Logo do início os colegas de sala impõe instantaneamente um distanciamento entre eles, evitando envolvimentos um com o outro, mas em um determinado momento esse silêncio mútuo acabará e eles terão que conversar sobre algo muito estranho que acontece a eles quando escrevem em seus diários, algo mágico e um anestésico em meio ao sofrimento. E eles vão notar que realmente essa tal disciplina é realmente especial e conseguirá trazê-los do fundo do poço para uma nova realidade.
A autora cria uma realidade inovadora e ao mesmo tempo cicatrizante, porque nos traz a mensagem de que perder algo ou alguém é realmente difícil, complexo e extremamente doloroso, além de provar que cada um tem uma reação, uma maneira de enfrentar os problemas que surgem a frente, só que não podemos nos cegar, nos imobilizar ou viver isolados, a vida nunca para, a vida continua e ficam as boas lembranças ou pelo menos uma boa lição com o que foi enfrentado.
Classificação: 4 estrelas
Editora: Globo Alt
Páginas: 285
Categoria: Young Adult, Drama, Fantasia
Quer saber mais um pouquinho sobre essa obra?! Acesso o vídeo abaixo e se divirta!
Beijinhos literários.
Att,
BlogCorujaPaty

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários