Sentinela - Thais Lopes

by - terça-feira, julho 12, 2016


Sabe quando você assiste um bom filme de ficção científica? Com um mundo bem construído, intrigas, guerras, paixão…. Esse livro trás tudo isso. Bom, estou me perdendo aqui tentando exemplificar o que é ler um livro da Thais, mas posso dizer sem medo que não tem como se arrepender. Além de ser uma pessoa incrível e super maravilhosa ela escreve com uma maestria que dificulta muito essa história de resenhar.

Sobre o Livro:

  • Autor: Thais Lopes
  • Editora: Senhor da Lenda
  • Numero de Páginas: 299
  • Lançamento: 2015
  • Skoob.
  • Onde Comprar: E-Book ou Físico.
Quando peguei o livro para ler demorei bastante para começar, então quando enfim comecei a leitura eu não lembrava mais da sinopse. Ler o livro no escuro foi uma experiência bem legal, mas se você quer saber um pouco mais antes de decidir se quer ler ou não, confira a sinopse:28230_2014-10-17-12-46-22-4622_3d
Desde sua criação, ninguém atravessara os portões do Reino C’erit. Ninguém sabia o que acontecia por trás deles, ou qual havia sido o destino das pessoas que, tempos atrás, haviam se isolado ali para construir um novo lar. Por isto, até mesmo os Guardiões se surpreendem com a chegada de uma mensagem.Quando a Arqui-Guardiã Aíla é enviada em resposta ao chamado, ela não faz ideia do que vai encontrar. Mas nem mesmo uma vida inteira na cidade-fortaleza dos Guardiões poderia prepará-la para o que precisará enfrentar: traição, uma nova ameaça à Ordem, e um homem capaz de abalá-la.
Quando eu comparo Sentinela a um filme de ficção científica quero dizer que a leitura é tão fluída e desenvolvida que você se sente assistindo um filme. Você é puxado para dentro de Ionessen, para a realidade de Aíla e toda a politica da Ordem. Aíla é uma mulher incrivelmente poderosa, não só porque é forte e treinada, mas também por que possui um poder entre os mais fortes conhecidos. Ela é uma Arqui-Guardiã e faz parte da Ordem, a Ordem foi criada para impedir que os povos entrem em guerra e ao mesmo tempo protegê-los de quem quer acabar com a paz. Aíla é mandada para o Reino C’erit para responder um pedido de socorro mas quando chega ao reino encontra muito mais do que uma missão.
quote2b6
O romance do livro é bruto, bruto porque não tem floreios, enrolação, drama, nem doce. O amor que Aíla vive é ardente e toma conta dela e das decisões dela. Ele cresce durante a narrativa, o leitor acompanha esse amor que  a cada pequena ação fica mais claro. Eu amei o livro, amei a construção de mundo, essa coisa sensacional que a Thais faz que é interligar passado com presente e não deixar uma mísera ponta frouxa. Tudo na história está extremamente bem amarrado e explicado. E é claro que eu mal posso esperar para ler o próximo.

LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

0 comentários