Magônia - Maria Dahvana Headley

by - domingo, janeiro 21, 2018



Eu só queria saber como que passei todo esse tempo sem conhecer a história de Aza. Como foi que eu consegui? Magônia é aquele tipo de fantasia que te tira da realidade. Aza conhece um mundo novo e descobre que sua capacidade não tem limites, mas mesmo assim sente falta da sua antiga vida.


Sobre o Livro:


Autora: Maria Dahvana Headley 
Número de Páginas: 
Lançamento: 2014
Skoob.
Adquira o livro!


Aza Ray tem um histórico de hospitais. É assim que ela responde quando alguém lhe pergunta o que há de errado. Mas na verdade Aza tem uma doença rara, tão rara que recebeu seu próprio nome. Ela tem muita dificuldade para respirar, vive em meio a crises e desde sempre sabe que pode morrer a qualquer minuto.


"A morte é o Papai Noel do mundo adulto. Só que um Papai Noel ao contrário. O cara que leva os presentes embora, com seu grande saco por cima do ombro, subindo de volta pela chaminé, carregando tudo da vida de uma pessoa e saindo em disparada do telhado com suas oito renas."

Mas mesmo assim Aza é forte. Ela vive cada dia, passa muito tempo com seu melhor (e também desajustado) amigo Jason. Os dois pesquisam coisas estranhas e têm uma fixação curiosa com lulas gigantes. Todos sabem que Aza pode morrer, mas ninguém está preparado para quando isso acontece.



Aza sabe que está morta. Mas ela acorda mesmo assim, dá de cara com uma coruja humanoide e percebe que está em um navio. A princípio ela tem certeza que está alucinando, mas aos poucos consegue se conhecer. Aquela menina que nem podia respirar direito, agora pode fazer qualquer coisa. Aza descobre que esse barco pertence à sua mãe, sua verdadeira mãe, magoniana, e que ela tinha sido raptada quando bebê.

"Rara no sentido de minha doença estar num palco,de smoking, cantando uma música com um verso no estilo 'Baby, você é única para mim'. E a doença simplesmente fica ali, esperando que eu ande para seus braços abertos e desista de resistir."

Magônia é um mundo que vive "paralelo" ao nosso. Eles vivem no céu, navegam sob as nuvens e utilizam nossas plantações como fonte de alimento. Seus habitantes até se parecem com humanos, mas têm uma coloração azul na pele, uma forte ligação com pássaros e fazem magia quando cantam.

Eu sei que parece meio loucura. Essa história é mesmo uma grande viagem, uma viagem pelo que há de mais puro na fantasia. Com uma linguagem leve e mágica, Magônia me fez chorar logo nas primeiras páginas. Jason e Aza são personagens tão vívidos que parecem saltar das páginas, desde o primeiro capítulo me apeguei aos personagens e me deixei levar por uma sequência de loucuras que fazem todo o sentido!


"Sinto-me num livro escrito por George Orwell. Só que iso é melhor que Orwell. Isso é 'A Revolução dos Bichos' com 'Peter Pan', com... baleias-tempestade e homens-pássaro. E, se alguma maneira, de alguma forma, é tudo real. Preciso ficar lembrando a mim mesma que aquilo tudo é real."

Já li alguns comentários sobre o livro dizendo que a mitologia de Magônia é meio vaga, ou que o enredo não convence. Mas sabe, há algum tempo eu escrevi um post aqui no blog, falando sobre o Nonsense, que é realmente um gênero literário e abriga títulos como Alice no País das Maravilhas. Num livro nonsense as coisas não precisam de muitas explicações e os personagens humanos ajudam o leitor a reconhecer o absurdo e aceitar.

Claro que Magônia não se enquadra exatamente no gênero, mas acho que o leitor precisa ter esse mesmo espírito. Eu segurei firme nas mãos da autora e deixei a história me carregar, foi uma experiência incrível e eu recomendo para todos que gostam de fantasia.


"Na Terra, nunca estava no controle de nada, nem mesmo do mu próprio corpo. Mas, aqui, sou importante. Aqui, sou a única capaz de fazer isso, essa coisa difícil; o que vai salvar meu povo."

A autora nos leva por um mundo extremamente original, seus personagens são únicos e crescem lindamente durante a narrativa. Magônia foi lançado há alguns anos, mas eu não sei como fiquei tanto tempo sem ouvir sobre ele. Por favor, se você gosta de uma boa fantasia, com personagens apaixonantes e um enredo surpreendente, você precisa ler Magônia!




LEIA TAMBÉM EM NOSSO BLOG:

15 comentários

  1. Oi Vic!

    Tudo bem? Eu já vi outras resenhas desse livro, e lembro que falavam muito que a história era bem vaga e o universo que a autora construiu deixa a desejar.

    Eu não curti muito a fantasia, essa parte de um universo paralelo ao nosso eu super entendo, mas daí pra frente eu realmente vou ter que concordar que é uma viajem e tanto e não sei se conseguiria curtir a ideia da autora. Tenho andado muito chata para fantasia ultimamente, por isso talvez o livro não funcione para mim.

    Eu definitivamente não sou fã de livros nonsense porque eu realmente preciso da construção do mundo bem feita e com as pontas todas amarradinhas. Magônia não é "pra mim" sabe?

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Eu achei essa resenha muito por acaso e tô meio boquiaberta com o enredo do livro. É peculiar, bem meu estilo. Vou procurar mais sobre o livro e tentar lê-lo assim que possível!

    https://thatisrealme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Só com a resenha eu já gostei da Aza e do Jason e olha que nunca tinha ouvido falar nesse livro, que aliás tem uma capa lindona. Em relação aos gênero tenho pra mim que fantasia não tem que convencer ou mesmo fazer sentido, tenho pra mim que ela é simplesmente para me fazer viajar. Uma leitura despretensiosa é muito bem vinda. Dica anotada.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    O enredo parece ser muito cativante, como fã de fantasia, confesso que lendo a sua resenha "me saltou os olhos" de curiosidade. Esse lance de morreu mas não morreu, pode um ser morrer apenas em plano? Bem, só lendo, eu sei...
    E, não conhecia essa terminologia "nonsense", você me deixou curiosa sobre isso, vou dar uma olhada nisso depois. Sou curiosa. XD

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?

    Já tinha conhecimento do enredo de Magônia, mas não foi algo que me surpreendeu a ponto de querer realizar a leitura.

    Agora, lendo por suas palavras comecei a enxergar a obra com outros olhos e me interessei muito pelo enredo.

    Saber que se trata de uma fantasia que realmente tira o leitor da realidade é desafiador. Já coloquei Magônia na minha listinha e espero que seja uma experiência muito positiva, assim como foi para você!

    Obrigada pela dica (:

    ResponderExcluir
  6. Oi Vitória, como está?
    Eu sou outra que nunca ouvi falar desse livro e isso que eu sou aquela chegadona numa fantasia.
    A tua resenha me deixou com um misto de "quero ler com certeza" e "não estou certa de que vou gostar", considerando que gosto de coisas bem concretas e desenvolvidas.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Não sei porquê mas não consigo gostar do gênero fantasia. A história parece cativante, deliciosa para ler mas não conseguiu despertar minha vontade de ler. Vou anotar a dica para indicar aos amigos que curtem o gênero. E quem sabe, um dia eu dê uma chance, mesmo não sendo meu gênero favorito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, eu fico super contente por ver na sua resenha que gostou de Magônia, pois eu comprei ele recentemente e logo depois vi leitores que não curtiram tanto e quase me arrependi. Espero que quando eu for lê-lo, também me encante com essa história cheia de fantasia.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Vendo essa capa jamais imaginaria em se tratar de um livro com uma carga dramática em meio a uma fantasia. Parece ser uma leitura surpreendente, muito bem desenvolvido e repleta de sentimentos que me agradaria a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Quando foi anunciado o lançamento desse livro, fiquei com muita vontade de ler. Mas com os comentários negativos sobre o enredo ser vago, mundo mal construído, eu acabei desanimando. Foi legal ver sua resenha e até mesmo você citar sobre o gênero nosense, fiquei com mais vontade de ler essa história. Parabéns pela resenha :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Abri o post e dei de cara com uma capa maravilhosa e já pensei "quero", depois fui lendo a resenha e percebi que foge completamente do que eu achei que seria e ao terminar a resenha pensei "quero". Fui convencida a me entregar para essa loucura toda e essa capa linda, obrigada pela dica e pela resenha que me deixou LOUCA de curiosidade.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem? Bom, eu costumo dizer que não curto fantasia e costumo ouvir que não li a fantasia certa. Até agora não estou totalmente certa de que estou errada mas algumas fantasias me chamam a atenção. Essa é uma delas. Geralmente me frustro porque leio as resenhas me empolgo e quando vou ler o livro tudo desanda, mas vou anotar essa dica porque o enredo em si me pareceu interessante, viajado e original kkkkkkkk bjossssss

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    quando soube do lançamento desse livro eu fiquei com muita vontade de lê-lo primeiro porque a capa é lindíssima e segundo porque a sinopse me chamou bastante atenção, apesar disso ainda não tinha lido nenhuma resenha que confirmasse essa minha primeira simpatia. Ler suas impressões resgatou essa minha vontade de ler e depois de tudo que acabei de descobrir já pretendo dar uma chance logo.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bom?
    Eu não conhecia esse livro. Bom... Na verdade, eu já vi a capa, mas nunca dei muita bola para ele. Eu nem sabis que era de fantasia. Mas, lendo sua resenha, eu fiquei com vontade ler. Adoro fantasias, principalmente aquelas que nos prende logo no início do livro.

    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá ♥
    Não conhecia o livro, mas a capa já me ganhou logo de cara.
    A premissa é um tanto interessante. Vi você falando que algumas pessoas acharam meio vago, mas creio que tudo é ponto de vista, né? Nem sempre o que foi muito bem elaborado para mim será para você, mas pelo que você falou parece ser uma leitura muito produtiva. Amo fantasia então creio que será uma ótima pedida para mim. Adorei a resenha, parabéns!

    ResponderExcluir